A inflação está emergindo como uma das principais preocupações entre líderes à medida que consumidores e empresas em todo o mundo continuam a sentir seus impactos. Os CIOs devem entender o provável impacto desse aumento global da inflação na organização de TI e na empresa, a fim de responder adequadamente.

A Gartner preparou uma entrevista com Robert Naegle, VP Analista do Gartner, para discutir o impacto da inflação para os CIOs e as ações que eles devem tomar para responder. Veja a seguir as orientações do especialista para combater os impactos da inflação, uma das principais preocupações entre líderes de empresas e consumidores na atualidade.

Como CEOs podem responder à inflação com Robert Naegle

Pergunta 1.: O que os CIOs precisam saber sobre os impactos que a inflação pode ter para a organização de TI e os negócios como um todo?

R: Os CIOs devem primeiro olhar para a inflação através de uma lente de negócios. A inflação é uma questão premente para os CEOs e apresenta desafios únicos nestes tempos sem precedentes. Embora seja difícil prever o impacto total da inflação, os CIOs devem começar a planejar os impactos de TI. 

Isso significa que os CIOs têm três opções: gastar o mesmo e fazer menos; gaste mais e faça o mesmo; ou tente otimizar para gastar o mesmo e fazer o mesmo. Se a otimização for o objetivo, os recursos atuais precisarão ser ampliados – a infraestrutura existente terá que fazer mais por mais tempo, e os talentos existentes terão que ser mais produtivos. 

Como otimizar seus recursos: Projete melhores decisões e mudanças em dados e análises

Pergunta 2.: Como os CIOs podem planejar e responder a aumentos de custos em contratos de TI? 

R: Um dos efeitos mais imediatos da inflação sentida pelos CIOs será a implementação ou preparação de fornecedores para aumentos de preços que afetarão os orçamentos de TI. Trabalhando com líderes de sourcing, compras e gerenciamento de fornecedores, os CIOs devem identificar os contratos de TI com alta exposição à inflação. 

Identifique os contratos que vinculam aumentos a índices, como o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de um país específico. Isso porque índices variáveis ​​provavelmente levarão a aumentos dramáticos de custos. Documente onde existem tais riscos e ajuste as previsões orçamentárias de acordo. 

Os CIOs devem compilar uma lista dos fornecedores sem os quais não podem viver e aqueles que podem ser dispensáveis. Para fornecedores vitais, procure aprimorar as parcerias usando estratégias ganha-ganha sempre que possível. Dessa forma, priorize esses contratos para negociação, pois a atividade de renovação oferece ao fornecedor a oportunidade de aumentar os preços, mas também oferece uma oportunidade de alavancagem para negociar proteções de custo. Para fornecedores menos estratégicos, explore opções para consolidar ou migrar para fornecedores alternativos.

Pergunta 3.: Como os CIOs devem mudar os gastos para levar em conta as incertezas econômicas contínuas?

R: Com o planejamento adequado e ação antecipada, os CIOs podem ajudar a orientar seus negócios durante a tempestade e até mesmo emergir em uma posição mais forte. As condições econômicas atuais oferecem uma oportunidade para os CIOs investirem recursos estrategicamente e maximizarem os retornos. Por exemplo, automatizar processos para facilitar a análise de dados rápida e precisa pode ajudar os negócios a tomar decisões financeiras sólidas em tempos de incerteza. 

Os CIOs devem se alinhar com o CEO e o conselho de administração para entender o plano corporativo para lidar com a inflação. A redução de custos não deve ser reacionária. Deve ser estratégico e alinhado aos esforços empreendidos pelo negócio como um todo. Ou seja, para organizações onde a redução ou otimização de custos é necessária, os CIOs devem tomar medidas estratégicas para reduzir ou redefinir as prioridades dos gastos.

Forneça ao CFO um impacto de inflação orçamentária na pior das hipóteses, que demonstre uma variedade de expectativas e alinhe os gastos de TI aos resultados de negócios prioritários. Gerencie proativamente todo o consumo aprimorando processos e investindo em ferramentas para melhorar drasticamente os controles de consumo de nuvem, software e infraestrutura. Comunique amplamente a resposta da TI à inflação. Além disso, se assegure de que as partes interessadas concordem com a importância, justificativa, tempo e impactos das iniciativas de gerenciamento de custos e dos novos esforços digitais.

Pergunta 4.: Como os CIOs podem responder aos impactos da inflação na força de trabalho?

R: Contratar e reter talentos é um desafio contínuo para os CIOs em 2022 e está se tornando um problema ainda mais complexo devido ao mercado de trabalho. Isso porque ele está cada vez mais competitivo e às expectativas salariais mais altas, decorrentes da inflação.  Assim, os CIOs devem agir estrategicamente para se proteger contra a fuga de talentos. Identifique os trabalhadores-chave e compare os planos de incentivo com os custos de substituição se eles deixarem a organização. Crie um “pacote de incentivo e retenção de talentos” que possa ser apresentado ao CFO e ao CHRO, projetado para identificar e reter habilidades críticas.

Os CIOs devem considerar as oportunidades de utilizar de forma mais eficaz as pessoas que já possuem, equipando talentos com novas habilidades digitais. Ou seja, reformule o aprendizado como central para o trabalho de todos e incorpore o aprendizado no fluxo das atividades de negócios para otimizar os resultados. Aproveite a automação e a otimização de produtos digitais para dar suporte ao aumento da produtividade. Além disso, aumente a força da TI capacitando os tecnólogos de negócios por meio de ferramentas de baixo ou nenhum código, análise aumentada, ciência de dados e aprendizado de máquina.

Fonte: Gartner

Amanda Borba